Histórico de edições

(15.963)
há 16 horas
Aliás, foi só a emoção e desespero q o fizeram reagir e aniquliar o lazarento q ameaçava três vidas, propositalmente, por pura vontade. A emoção salvou a ela, a cunhada e a esposa.
há 1 dia
Pedro. Analise técnica deve prever sim o momento, a adrenalina e as emoções. Ou não é técnica e passa a ser apenas obvia. O termo técnica em tudo o que é utilizado, é amplo.
há 1 dia
Pedro. Analise técnica deve prever sim o momento, a adrenalina e as emoções. Ou não é técnica e passa a ser apenas obvia. O termo técnica em tudo o que é utilizado, é amplo.
há 1 dia
@pedromaganem Concordo que a Justiça tem de analisar friamente. A pergunta é outra: a Lei exige que a pessoa NO MOMENTO da ação também analise friamente? Vou mais além: A vítima, que é quem
há 2 dias
Coloquem o promotor no mesmo nível de adrenalina e medo do cunhado da Ana e peça para ele raciocinar com lógica.Eu teria esvaziado a arma, com certeza.Ponderar fora do risco é muito fácil...
há 2 dias
Coloquem o promotor no mesmo nível de adrenalina e medo do cunhado da Ana e peça para ele raciocinar com lógica. Eu teria esvaziado a arma, com certeza. Ponderar fora do risco é muito fácil...
há 2 dias
Coloquem o promotor no mesmo nível de adrenalina e medo do cunhado da Ana e peça para ele raciocinar com lógica. Eu teria esvaziado a arma, com certeza. Ponderar fora do risco é muito fácil...
há 5 dias
E o direito dos outros? Ou direito é só o nosso?
há 5 dias
E o direito dos outros? Ou direito é só o nosso?
há 5 dias
Apenas " na boca do povo", lobo... Nada contra a sogra dos outros...
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

José Roberto

Entrar em contato